Com diversas cores e tamanhos, os poodles conquistaram o posto de uma das raças mais requisitadas no mundo e populares no Brasil. Tem uma inteligência incrível, sendo  muito fácil de treinar.
Um fato interessante é que o Poodle é uma ótima opção para pessoas com alergia a pelo de cachorro, pois sua pelagem, é diferente e não gera reações alérgicas na maior parte dos casos.
Vamos saber um pouco mais sobre a história do Poodle?
História
Sua origem gera algumas discussões, pois apesar de alguns terem certeza que é originário da França, há diversas histórias que o início da raça teria sido na Ásia Central.
Na França, a raça é conhecida como Caniche, em homenagem as suas habilidades na água. Pois é um cão de caça de patos, desenvolvendo grandes habilidades na água.
Após caça, foi muito utilizado pelos militares e depois no circo. Sempre com diversas funções, devido a sua inteligência.
A raça se apresenta no porte toy, anão, médio e grande. Sendo o poodle grande, é o mais antigo das variações de tamanho da raça.
Temperamento
É um dog inteligente, sendo extremamente fácil de treinar e ligado no 220v.
Aprendem muito rápido os comandos que são ensinados. Sendo um dos motivos principais de serem os cachorros mais utilizados em circos e espetáculos de mágica.
Mas com toda essa inteligência, acaba se tornando um pouco teimoso.
Quem quer um cachorro de personalidade, vai encontrar em um Poodle.
Cuidados
Essa raça possui uma variedade imensa de cores e tamanhos.
Seu pelo não solta, mas requer muito cuidado como tosa e banhos regulares.  Sem esses cuidados, você vai ter um Poodle estilo “dreadlock”.
Um fato interessante é que o Poodle é uma ótima opção para pessoas com alergia a pelo de cachorro, pois sua pelagem, é diferente e não gera reações alérgicas na maior parte dos casos.
Tem muita energia, sendo necessário passeios diários caso você não tenha um grande espaço, onde ele possa se exercitar durante o dia.
Como sabemos, algumas raças possuem predisposição à certas doenças.
Os Poodles são suscetíveis diabetes, hiperadrenocorticismo, catarata, epilepsia e necrose asséptica da cabeça do fêmur.
Por isso vale a pena ficar de olho e tomar precauções maiores quando se trata dessas doenças.
E você, tem um Poodle? Conta para a gente. =)